67º EDIÇÃO ANUAL DOS JOGOS VORAZES
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Cornucópia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Cornucópia   Qui Dez 12, 2013 10:26 pm



A CORNUCÓPIA
 Os tributos são levados em aerodeslizadores até o local da Arena. Ainda dentro do veículo, rastreadores são implantados em todos os tributos, para que os Idealizadores dos Jogos tenham acesso as condições deles na Arena e a sua localização.


 Depois de alguns minutos, eles chegam ao local da Arena e todos os tributos são colocados nas salas que darão acesso a ela. Lá, os tributos vestem o traje que usarão nos Jogos.
 O fato que os Tributos devem usar dentro da Arena consistia numa camisa bege um pouco mais larga que o normal, permitindo movimentos completamente livres e leves. As calças pareciam ser feitas do mesmo material e também eram mais leves que o normal, chegavam até ao umbigo do Tributo mas a camisa dava até ao final das ancas. O calçado consistia em simples botas castanho escuras, não muito compridas. Pareciam ser ótimas para correr e trepar. Para finalizar, os Tributos também usariam um cinto da mesma cor que as botas em redor da anca, prendendo as calças e a camisa. O cinto parecia estar preso com um mecanismo difícil de desprender. 

O material do traje não parecia romper fácil, apesar da frágil aparência. O traje era bastante confortável - porém, a sua extrema leveza faz com que talvez não seja a melhor opção para se proteger contra o frio. 
 Depois que todos vestem seus trajes obrigatórios, uma voz feminina anuncia a entrada dos tributos na Arena. Eles tinham pouco tempo para entrar no tubo. Os tributos então se dirigem para os tubos e são içados para a Arena.





A contagem decrescente começa.
 Os Tributos então se vêm, literalmente, numa arena - uma estrutura redonda feita de pedra, com a famosa Cornucópia metálica posicionada bem no centro; os mantimentos estrategicamente espalhados pela distância entre os Tributos e a estrutura de metal. O Sol batia forte, encadeando a visão dos Tributos. 


 Para além da área da arena em que a Cornucópia se centrava, os Tributos observam que pela metade direita se formava uma escadaria de pedra - talvez assentos em que os espetadores se sentariam para assistir às lutas na arena - bem inclinados. No cimo era possível ver algumas árvores e estruturas de pedra que se erguiam cada vez mais alto, como templos. Parecia ser um lugar bom para se esconder, mas para lá chegar os Tributos deverão primeiro atravessar as enormes escadas. 


 A outra metade dividia-se em três caminhos - noroeste, oeste e sudoeste. O caminho do noroeste encontrava-se no primeiro terço da metade da Cornucópia, enquanto que o sudoeste se encontrava no terceiro terço e o do oeste era totalmente perpendicular ao centro. Não parecia haver grande diferença entre os três caminhos, pois estavam todos rodeados por árvores. 
Os itens disponíveis na Cornucópia estão espalhados de forma que os melhores itens fiquem mais perto da Cornucópia, enquanto os menos desejados estão mais perto dos pratos de metal. Eles estão localizados da seguinte maneira:



A 2 - 3 metros dos pratos de metal

- 4 Saco com maçãs (5 cada).
- 3 Estopas com ameixas (com 5 ameixas cada).
- 4 Cachos  de Bananas. (7 cada).
- 5 Barras de cereal.
- 5 Cachos de uva.
- 3 Pães pequenos.
- 2 Frascos de Iodo.
- 3 Cantis vazios (500 ml).
- 10 Caixas de fósforo (com 5 fósforos cada).
- 5 Pacotes com carvão.

A 4 - 6 metros dos pratos de metal

- 5 Lanternas.
- 4 Cordas. (2m cada)
- 5 Cobertores.
- 4 Capas de chuva.
- 4 Sacos de dormir.
- 5 Tábuas de madeira.
- 5 Rolos de fio de nylon.

A 7 - 9 metros dos pratos de metal

- 3 Cordas (5m cada).
- 5 Baldes metálicos.
- 3 Redes de pesca.
- 5 Kits de camuflagem.
- 4 Barras de Ferro.
- 8 Pedras afiadas.
- 2 Frasco com líquido azul.
- 2 Frascos com líquido cinza.
- 2 Frascos com líquido laranja.
- 2 Frascos com líquido amarelo.
- 2 Frascos com líquido vermelho.
- 1 Frascos com líquido roxo.
- 2 Óculos de visão noturna.
- 3 Óculos de mergulho.
- 1 Binóculos.
- 3 Kits de Primeiros Socorros.
- 5 Pares de luvas.
- 1 Mantos negros com capuz.
- 1 Mantos brancos com capuz.
- 2 Boomerangs de madeira.

A 10 metros dos pratos de metal (ao redor (fora) e dentro da estrutura metálica da Cornucópia)

- 1 Naginata. (fora)
- 1 Espada Normal. (dentro)
- 1 Banabas. (dentro)
- 1 Katana. (dentro)
- 2 Chicotes normais. (fora)
- 1 Chicote de corrente. (dentro)
- 1 Cutelo. (dentro)
- 1 Facão Bolo. (dentro)
- 2 Kukris. (dentro)
- 2 Foices redondas. (fora)
- 2 Foices normais. (fora)
- 1 Foice kujang. (dentro)
- 1 Chakram duplo. (dentro)
- 1 Chakram normais. (fora)
- 1 Kits de Shurikens. (7 em cada)
- 2 Boomerangs com lâmina. (dentro)
- 1 Chakram triplo. (dentro)
- 1 Estojo com 2 soco Inglês.(dentro)
- 1 Clava. (dentro)
- 1 Clube. (fora)
- 1 Maça. (dentro)
- 1 Picareta. (dentro)
- 1 Lança. (fora)
- 3 Machados de mão. (2 dentro, 1 fora)
- 1 Mangual. (dentro)
- 1 Martelo. (dentro)
- 1 Tridente. (dentro)
- 1 Adagas. (dentro)
- 2 Estojos de Zarabatana (com 10 dardos cada)
- 1 Bestas. (dentro)
- 1 Estojo com agulhas. (fora)
- 3 coletes com facas (7 facas cada). (2 fora, 1 dentro)
- 1 kits de Químicos. (fora)
- 3 Alabardas. (dentro)
- 1 Kusarigama. (dentro)
- 1 Urumi. (dentro)
- 2 Gadanhas. (dentro)
- 2 Martelos de guerra. (dentro)


A contagem decrescente termina.

"Happy Hunger Games... and may the odds be ever in your favour."




Última edição por Lennox Wave em Seg Jul 07, 2014 11:54 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Matthew Strongarm

avatar

Mensagens : 38

Estado
Fome:
70/100  (70/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
90/100  (90/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Dom Maio 18, 2014 11:22 pm

Matthew Strongarm escreveu:


Matthew Strongarm  

    O Sol estava fritando minha cabeça
    .O lugar parecia uma arena medieval, uma dos carreirista do 1 estava no meu lado, tentei procurar Scarlett e o Ronnie, espero que eles estejam bem, principalmente o pequeno Ron.

    -Droga! digo
    Só tem armas dentro da cornucópia,não posso correr o risco de entrar e ser morto logo agora.
    A contagem esta quase no fim, e preciso pensar rápido
    .A contagem termina, eu corro o mais rápido que posso para a cornucópia e vejo uma naginata no lado de fora, pego ela e fico em modo de ataque,volto pelo caminho mais seguro,na volta eu encontro uma mochila laranja, ela estava na minha frente,correndo abaixo minha mão e agarro pela alça.
    Após ter pego a mochila uso ela como escuto e corro em direção ao noroeste, pois havia arvores e parece ser seguro.

    Resumo:
    -pegar Naginata e usar como modo de ataque
    -mochila amarela e usar como escuto
    -fugir para o noroeste, longe de qualquer tributo
    .



Última edição por Matthew Strongarm em Ter Maio 20, 2014 12:03 am, editado 8 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Scarlett Lootmak

avatar

Mensagens : 61
Idade : 21
Localização : Distrito 9

Estado
Fome:
70/100  (70/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
90/100  (90/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 12:10 am


Scarlett Lootmak
Somos levados até a arena em aerodeslizadores. Pela primeira vez, minhas pernas tremem e o pânico toma conta de mim. Pousamos na salinha da morte, onde Cachorrudo me veste com uma roupa HORRÍVEL, e esperamos até que a mulher nos avise. Ficar sozinha com um homem tão nojento é tão legal que eu sinto vontade de entrar na arena antes mesmo de anunciarem a entrada. A arena... Lugar onde possivelmente vou ter meus últimos momentos de vida. Minhas pernas voltam a tremer tanto que eu não sei se vou conseguir resistir. Eu preciso resistir! O nojento do meu estilista se senta ao meu lado e tenta acariciar os meus cabelos, dou um salto do sofá e um tapa na cara dele. Uma voz feminina me avisa sobre a entrada na arena no momento exato! Corro o mais rápido que posso para o tubo, ele se fecha logo em seguida.


Era isso que eu estava precisando! A ira e o nojo que aquele cachorro idiota me proporcionou. Agora, eu estava sendo içada até a arena e qualquer um que se metesse no meu caminho terminaria morto. Prevendo que o sol possivelmente me cegaria por segundos, decido deixar os olhos fechados. Depois de alguns segundos, os abro. O gordo do '10 estava ao meu lado esquerdo, enquanto o cara do '4 estava do meu lado direito. Aproveito para dar uma boa olhada nos concorrentes ao redor. Um sorriso surge no meu rosto. Não vai ser tão difícil assim. Nenhum carreirista à vista, principalmente o idiota do '1. Nenhum sinal de Ronnie, também.


Olho em direção à Cornucópia e logo vejo um arco com uma aljava. Ótimo! A alguns pratos a minha esquerda está Matt. Não sei se ele vai se arriscar em pegar alguma coisa, mas se eu fosse ele eu não tentaria. Ele não é um dos mais espertos. Mas foda-se, tenho que pensar em mim agora. Quando o tiro de canhão anunciar o início, vou pegar a aljava e o arco e armar nele uma flecha logo em seguida. Vamos ver se algum idiota vai se meter em meu caminho.

Resumo:
- Pegar arco e aljava.
- Armar uma flecha.
- Se alguém for pra cima, flechar para matar o tributo.

When I'm on a mission
I rebuke my condition
If you're a STRONG FEMALE
You don't need premission
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gold Baertoni

avatar

Mensagens : 75
Idade : 22
Localização : Distrito 1

Estado
Fome:
90/100  (90/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
90/100  (90/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 1:14 am

Gold'


    Sigo em silêncio até onde estão os tubos. Na noite passada me despedi de Glosso com aperto de mão e um abraço, ele ainda me disse: "Confio em você." Aquilo fora o suficiente para mim. Sonhei com Cristal, estava com muitas saudades dela. Quando isso acontece nada melhor do que me lembrar o motivo que me faz caminhar em direção a esse tubo. Pai, Mãe, Prior, Pris, Cristal, Gloss, Distrito 1.

    Entro no tubo e sinto meu corpo sair ser levado por ele. Fecho os olhos, respiro fundo. Uma, duas, três. Quando abro os olhos é quando o sol da arena bate em meus olhos.

    A arena. O maior e mais bonito espetáculo que esperava por mim era nada mais nada menos do que algo em um estilo mais grego. Velhos tempos, visto que os treze primeiros distritos foram criados com base na própria mitologia e os deuses mitológicos.

    O ar da arena é fantastico e se iniciam a contagem regressivas. Olho ao meu redor. Vejo a garota do '8 e a outra do '12. Desde que tinha visto aquela garota do 8 eu imaginava que ela não gostasse de homens. Agora olhando diretamente nos olhos dela, sinto que ela quer me matar. Boa sorte para ela, se tentar chegar perto de mim, quebro aquela face dela. Consigo ver Pearl do outro lado, Augustus bem próximo de mim e também Emma do outro lado. Ótimo. Não estou muito longe de Augustus. Preparo-me para correr e sorrio para ele. Espero que ele corra também. Até a cornucópia, pessoal.

    Contagem 0. Disparo em direção a cornucópia sem nenhuma pausa no meio do caminho. Sei que não há ninguém mais rápido que eu para chegar até lá, então na estrada não haverão perigos. Pegarei os dois gládios e irei para a batalha. Está na hora de matar tributos. Qualquer um que se meta em meu caminho terá sua cabeça cortada. Um gládio em cada mão.

    RESUMO:

    - Fazer sinal para meus aliados durante a contagem;
    - Correr o mais rápido possível para a cornucópia;
    - Socar qualquer um que tentar se meter em meu caminho;
    - Pegar os dois gládios;
    - Me preparar para qualquer ameaça.






A choice. A promise. An act.  
Can change your future. Forever

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Silver Ham

avatar

Mensagens : 45

Estado
Fome:
85/100  (85/100)
Sede:
100/100  (100/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 2:22 am

The Adventures of Silver Ham


    Minha popularidade estava boa o suficiente. Meu mentor gostou da minha entrevista e ficou feliz comigo. Disse que eu precisava de uma boa noite de sono e isso para mim era o suficiente. Quando ele me acompanhou até o quarto eu olhei nos olhos de Atticus e sorri. "Obrigado, obrigado por mostrar que posso ser muito mais do que todos esperavam. Obrigado por depositar fé em mim. Você é como um pai para mim, Atticus." Depois de dizer acabei chorando e abraçando meu mentor.

    Quando estou indo em direção ao tubo um arrepio passa pelas minhas costas. "Não quero morrer, mãe. Esteja comigo!" Penso e entro no tubo.

    Um vento, um sinal, uma luz. Eu realmente estava na arena. A contagem regressiva começava. Minhas roupas eram sensacionais muito ao antigo estilo greco-romano. Olhei para os lados e tinha uma garota assustadora do lado direito '9 e do meu lado esquerdo uma ruiva bonita do 7. As duas pareciam ser muito ameaçadoras, mas com certeza todo mundo tem mais o que fazer como correr na cornucópia e eu... Eu precisava me arriscar!

    Vejo o chicote na cornucópia. Aquilo era meu sonho, mas estava muito distante de mim. Uns três metros a frente vejo uma mochila verde. Precisava muito dela para seguir em frente. Minha mente pensou rapidamente e eu já sabia o que fazer. Precisava da mochila verde e depois usaria ela como escudo de qualquer alvo. Mas antes de mais nada eu só precisava pegar a mochila.



    RESUMO:

    - Correr em direção a mochila verde;
    - Usar a mochila verde como escudo de quaisquer possíveis ataques;
    - Ficar atento a qualquer ameaça.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pearl Martini

avatar

Mensagens : 99
Idade : 21
Localização : Distrito 1

Estado
Fome:
90/100  (90/100)
Sede:
90/100  (90/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 2:40 am


Pearl Martini
Meu destino estava selado e tudo o que eu poderia fazer era aceitá-lo e enfrentar tudo de cabeça erguida. Meus pais estavam me esperando. O Distrito 1 estava me esperando. Minha vida estava me esperando. Eu precisava voltar. Enquanto subia para a Arena, eu tentava dizer a mim mesmo que deveria fazer tudo daqui em diante pensando como Gold, ou até como papai e mamãe quando eram carreiristas. Eu tinha que fazer de tudo para tentar voltar com vida.


O tubo finalmente me sobe para a arena. Devo admitir, o lugar foi bem criado. Estruturas lindas. Quase uma junção do luxo do Distrito 1 com as construções do Distrito 2. Olho do meu lado direito e vejo Menon ali. Não deixo de sorrir para ele. Me sinto mais aliviada em saber que tenho um aliado ali, tão próximo. Farei de tudo para protegê-lo. Gold! Preciso encontrar o Gold! Procuro Gold por todos os cantos até que eu o acho não muito próximo de mim, mas também não muito longe.


Olho em direção à Cornucópia e avisto um colete com facas, eu só tenho que chegar até lá à salvo. Tem um garoto do meu lado, não lembro o distrito dele, mas acho que ele não é perigoso. Vou correr até o colete com facas e vesti-lo. Vou me juntar ao Menon e ajudar em qualquer coisa que ele precisar. Quanto mais cedo nos juntarmos com nossos aliados, melhor...


Resumo:
- Correr em direção ao colete com facas.
- Vestir o colete.
- Unir-se a Menon.

I'm just a holy fool
Oh, baby, he's so cruel!
But I'm still in love with Judas, baby...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fortisha Volkslet

avatar

Mensagens : 27
Localização : Distrito 6

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
40/100  (40/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 3:05 am


Fortisha Volkslet



O dia finalmente chega. Posso morrer hoje, mas morrerei lutando. Não desistirei facilmente, não agora.

A roupa que me deram era bem confortável. Isso era o suficiente pra mim. Estou pouco me importando para beleza agora, só quero estar livre o bastante para me movimentar, para sobreviver.
Sou erguida pelo tubo e finalmente vejo a arena e meus oponentes. Tenho muito pouco tempo para entender toda a situação, mas tento não me desesperar. Preciso relaxar e encontrar algo para sobreviver.
"Valentine!", penso. Ela tinha dito que seríamos aliadas. Será? Olho por todo canto e não a vejo. Ela deve estar atrás da Cornucópia... Longe de mais... Droga!

Foco então nos suprimentos. Sei que não terei como enfrentar os carreiristas ainda. Eles estarão atrás de presas e não pretendo ser a primeira a morrer. Dito isso, armas estão fora de cogitação. Terei de me virar depois para me defender. Por ora, penso em suprimentos. Me manter viva é mais importante que lutar, por enquanto. Olho ao redor e localizo alguns alimentos e outros utensílios espalhados pelo chão.

Ok. Fome. Não posso ficar fraca e faminta. Olho alguns pães espalhados e foco neles. Serão meu primeiro objetivo. Se tudo der certo, tentarei correr mais um pouco e alcançarei uma das mochilas amarelas. Pode me ser bem útil mais pra frente.

O tempo está acabando e ainda tenho que me decidir...
Só quero que todo esse pesadelo de Cornucópia acabe, mas não fugirei ainda. Não ainda.

Se eu encontrar uma lança, tentarei alcançá-la.

Resumo:

- Correr atrás de suprimentos;
- Pegar dois pães pequenos;
- Pegar uma mochila amarela;
- Pegar uma lança, mas alerta aos perigos ao redor do Chifre;
- Se defender de qualquer ataque direcionado à mim.





Última edição por Fortisha Volkslet em Qua Maio 21, 2014 9:56 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Margo Roth

avatar

Mensagens : 30
Idade : 21
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 6:03 pm

MARGO ROTH



Quando meu tubo sobe completamente, fico nervosa como nunca antes. Um frio ma barriga aparece e já estou esperando minha morte.

Olho de relance para a cornucópia, e logo encontro minha adaga. Posso morrer, mas preciso pegá-la. Não tenho agilidade mas aprendi a usar meu corpo para me defender.

Olho logo depois para os caminhos, e não faço a menor idéia de para onde seguir. Olho para Dylan e torço para que ele siga o mesmo caminho que eu se estiver viva. Escolho sem nenhum motivo o caminho das escadarias para seguir após pegar minha adaga. Fecho os olhos e quando ouço o sinal do início dos jogos. A partir de agora é tudo ou nada.

RESUMO:
-Tentar pegar minha adaga usando minha força e habilidade corpo-a-corpo
-Se conseguir sair da cornucópia, subir as escadas, torcendo para que Dylan faça o mesmo


DON'T GET TO CLOSE IS DARK INSIDE...HERE IS WHERE MY DEMONS HIDE!


Última edição por Margo Roth em Qua Maio 21, 2014 7:23 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Zoey Hendlar

avatar

Mensagens : 18

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Seg Maio 19, 2014 7:55 pm


ZOEY HENDLAR

Perco meus sentidos. Não sei bem onde estou ou como vim parar aqui, até que me lembro de tudo e o medo aparece.

A cornucópia parece longe e perto ao mesmo tempo. Não sei como conseguirei sobreviver ao banho de sangue, mas tentarei arriscar. Após muito procurar, meus olhos encontram dois pares de katar. Preciso de um, e usarei minha agilidade e minhahabilidade em me defender apenas com o corpo pra sair dessa, so me resta saber se dará tudo certo.

Após decidir que arma pegar na cornucópia, irei para a saída noroeste, e ponto final. Agora é tudo ou nada.

RESUMO:
-Usar minha agilidde e combate corpo-a-corpo para pegar um par da Katar
-Ir para Noroeste

DON'T LISTEN TO A WORD A SAY...THE SCREAMS ALL SOUND THE SAME


Última edição por Zoey Hendlar em Qua Maio 21, 2014 7:31 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Augustus Grace

avatar

Mensagens : 20
Localização : Distrito 6

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Ter Maio 20, 2014 1:27 am




Augustus Grace



Quando o tubo sobe vejo apenas Arvores e alguns caminhos entre eles, então percebo que eu estava de costas para a Cornucópia. Envergonhado vejo Gold olhando para mim e estava bem próximo. Ele sorri para mim e senti um pequeno desafio vindo dele... Cornucópia. Alongo-me rapidamente e me preparo para correr. O sinto estava implorando para que eu desvende o que tem nele, mas não posso, infelizmente. Beijo o meu anel desejando a sorte para mim mesmo.

A contagem chega a zero e corro o máximo possível até a cornucópia. Percebo que o traje é bem confortável, algo que não percebi antes. Evito o máximo possível de confronto com os tributos. Vejo alguns coletes com facas largados no chão, mas vou deixar eles para Pearl ou Creed se eles precisarem. Vejo duas dentro da cornucópia e visto uma delas e a outra mantenho em minha mão esquerda. Preparo uma faca e fico de vigia para que ninguém mais pegue alguma arma ali dentro, além dos meus aliados. Eu e Gold somos os mais rápidos. Podia ser até possível eu e Gold manter algumas pessoas longe da cornucópia, mas impossível das armas que estavam ao redor. A maioria das armas dos meus aliados estão aqui dentro. O que não era muito bom, pois eu estava arriscando a minha vida por objetos.

- Dou cobertura. Caso precise...- Falo para Gold.

Resumo:

- Correr até a cornucópia; (O máx. possível)
- Pegar os dois coletes; (Vestir uma e manter a outra na mão esquerda rapidamente)
- Atacar aqueles que tentarem entrar na cornucópia; (Menos aliados)
- Falar com Gold.;
- Ficar atento aos tributos.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ronnie Magrow

avatar

Mensagens : 40
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Ter Maio 20, 2014 4:55 am


Ronnie Magrow

Flória estava me esperando na sala de lançamento, chorando muito muito muito. Eu sempre vi ela tão séria e agora estava toda molhada de lágrimas.

— O que aconteceu Flória? - pergunto chateado e quase chorando também.

— Você Ron, o meu trabalho... - ela dá uma pausa e soluça um pouquinho. - ...está finalizado, não tem mais porque ser tão séria.

Corro pra abraçá-la e aperto muuuito forte, não aguentei e comecei a chorar também. Ela era uma pessoa legal e eu não sabia porque ela estava chorando, nem porque eu estava também.

— Tá... tudo... bem... Flória. - digo em meio aos soluços. - Pare de chorar.

Ela finalmente parece me ouvir e seca seus olhos gigantes das lágrimas, eu não gosto de ver pessoas chorando, dá vontade de chorar também. Então ela começa a rir e eu também, nos ajudamos a me vestir com a roupa da Arena e a outra mulher me manda entrar no tubo porque ia começar. Flória me abraça muito forte e me leva até o tubo, quando ele se fecha ela volta a chorar e eu também não me aguento de novo e começo a chorar também.

Em pouco tempo o elevadorzinho me levanta e vejo direito onde eu estava. Haymitch disse para eu, de maneira alguma, pular do prato antes do cronômetro ficar no zero porque se não uma coisa bem ruim aconteceria comigo. Fortisha e Emma estão do meu lado, eu não tenho medo da Fortisha, mas da Emma... ela anda com o Creed, que é o que mais me assusta, isso me deixa extremamente apavorado com ela. Eu espero que não estejam me vendo chorar porque eu sou forte e rápido, vou chegar primeiro que todo mundo.... CADÊ A SCARLETT? A minha amiga não tava perto e eu não conseguia vê-la de jeito nenhum, será que ela já foi embora? Não pode ser, ela deve estar do outro lado do chifre. Fico muito tempo no prato de metal esperando a contagem e quando ela zera minhas pernas começam a balançar.

Eu lembrei do que Haymitch falou, eu não posso ir pro meio da Cornucópia porque é muito perigoso, preciso esperar todo mundo ir pra lá pra depois procurar Scarlett. Depois que todos saem de seus pratos de metal eu começo a correr para a minha esquerda o mais rápido que eu posso e o mais próximo dos pratos também, preciso encontrar a minha amiga. ACHEI!! Ela estava láaa longe, perto do chifre, eu queria gritar pra ela que é muito perigoso mas ela já estava lá. Agarro uma mochila laranja perto de mim e começo a acenar pra ela com a mochila pro alto, não vou gritar porque é muito perigoso, sei que ela vai me ver assim.

Tomo cuidado com todo mundo, eu sei que ela e Matt são os únicos que posso confiar aqui dentro, se qualquer outra pessoa vir pra cima de mim eu vou sair correndo o mais rápido que eu posso pra perto da Scarlett, sei que ela vai me ajudar.


Resumo:

• Esperar todos saírem de seus pratos metálicos.
• Correr para a minha esquerda até encontrar Scarlett.
• Agarrar uma Mochila Laranja e acenar para que ela me veja.
• Correr em direção à Scarlett caso alguém se aproxime muito de mim.



Última edição por Ronnie Magrow em Ter Maio 20, 2014 7:32 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valentine Blakewood

avatar

Mensagens : 30
Localização : Distrito 7

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Ter Maio 20, 2014 4:56 am


Valentine Blakewood

Depois de entrar na sala de lançamento, ainda com meu braço dolorido por causa do rastreador, meu estilista me ajuda a me vestir para a Arena. As roupas são perfeitas para minha locomoção e tenho certeza que me darei muito bem. Gabrielle não me quer arriscando no Banho de Sangue, mas eu sei que não conseguirei meus machados de outra forma. Entro no tubo quando a mulher anuncia o início do lançamento, preciso ser forte agora, posso estar morta em poucos minutos.

Assim que a plataforma se ergue, me vejo num cenário totalmente diferente, era algo meio medieval. Olho para os tributos que estão a minha volta mas não presto muita atenção neles, meu real interesse são nas armas próximas à Cornucópia. Não demoro muito para por os olhos nos machados do lado de fora do chifre metálico, tinham apenas dois e pelo menos um deles seria meu.

FORTISHA!! Não a vejo em lugar algum e preciso firmar a aliança com a garota, não sei quanto tempo duraremos na Cornucópia, mas sei que juntas conseguimos ser mais fortes. O cronômetro está próximo do fim e eu já me preparo, quando ele zera me ponho a correr sem me alertar para os outros, sou muito rápida para me alcançarem ou tentarem me impedir de chegar aos machados. Assim quando eu agarrar um deles, poderei me defender de qualquer um que se ponha a minha frente com uma machadada certeira no meio do peito, também preciso encontrar Fortisha, espero que ninguém me impeça de alcançar meus objetivos.


Resumo:

• Correr em direção aos Machados do lado de Fora e agarrar um deles.
• Ficar sempre alerta.
• Me defender de qualquer tributo que se aproxime com uma machadada no meio do peito.
• Procurar por Fortisha e correr em sua direção.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amaia Haddock

avatar

Mensagens : 55
Idade : 18
Localização : Distrito 10

Estado
Fome:
80/100  (80/100)
Sede:
100/100  (100/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Ter Maio 20, 2014 8:08 pm






Amaia Haddock



Sonhei que estava em casa. Tudo estava bem. Tinha saido para os campos com meu irmão Aaron. Iriamos ter um novo cordeiro. Eu vi ele sair para o mundo, que bonito! Depois Zach me veio buscar para um passeio a cavalo.

O sonho foi perfeito. Não, não foi um sonho. Foram lembranças dos meus dias no distrito Dez. Não há muito tempo. Há apenas uma semana e meia. Foi trazida à realidade actual por Atticus que me veio acordar. Ele não parecia contente por o fazer. Parecia até sentir-se um pouco culpado.

Não consegui sorrir para ele e dizer que tudo está bem. Eu sei que não está e que em algumas minutos eu posso estar morta.

Antes de subir para o tubo me põem a roupa da arena. A roupa não é feia de todo. É larga e me deixa a indagar por segundos de como será a arena. Como se isso fosse fazer alguma diferença.


Entrei no tubo e senti-me a ser levada para a arena. Minhas pernas tremiam. Tenho medo. Tenho muito medo. Chego lá a cima e vejo aquele cenário estilo Grécia antiga. Como era bonito. E eu vou morrer aqui... que desperdício...

Atrás de mim só estão escadas... ao meu lado os garotos do 5 e do 8. Se qualquer um deles quiser, pode me cair em cima e matar já. Minhas pernas ainda não pararam de tremer, desta vez começo a chorar.

Vejo a Cornucópia lá à frente, sei que preciso de comida de lá e de água e de armas e de muitas outras coisas... Mas eu não consigo... O canhão de partida soa e eu ainda não me mexi, há pessoas correndo mas eu estou no mesmo sitio. Talvez deva ficar aqui e esperar alguém vir logo acabar comigo... mas então lembro o sonho que tive esta manhã e percebo que não posso..

Por todos aqueles que amo... não posso deixar de lutar assim. Começo correndo não para a cornucópia, ou o centro de matança. Não tento pegar nada. Só corro... Corro para o lugar que penso ser mais seguro, apesar de tão longe.. Corro para as árvores.

Resumo:
-Ficar no prato uns minutos;
-Correr em direção às arvores.





Ninna nanna ninnaò questo amore a chi lo do
Lo do a te finché vivrò e a nessun altro lo darò
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Ter Maio 20, 2014 8:15 pm


Rya Lokidottir

Neste momento nem o Sol me afectou os olhos, estava demasiado determinada, e assim preparei-me para o inicio dos jogos. A arena parecial muito mediaval, olhei para todos os tributos e tentei encontrar meus aliados mas só vi uma pessoa e estava perto de mim. Era a Zoey. Fiz-lhe sinais de modo a ela perceber que deveria me seguir e depois olhei para a carnocopia. Não acredito que fiquei com estes dois hotarios ao meu lado, tou um pouco fudida, se for para a carnocopia a maluca eles vão me matar, acho que seria mais sensato ir so buscar o que preciso e depois fugir rápido daqui com a zoey. Mas lembrei-me da minha outra aliada, como ela nos ia encontrar?

A contagem estava a acabar e ainda por cima metade das armas estavam dentro da cornucópia, não posso correr o risco de entrar lá, por isso vou apenas apanhar uma mala, terá de ser aquela ali, pensava eu.

A contagem por fim acabou, e sai do prato o mais rápido que podia em direcção a uma mala verde, tento apanha-la se tiver seguro, e volto para trás indo na direcção a zoey para irmos para o noroeste. Enquanto vou em sua direcção apanho um manto negro com capuz e corro para fugir dali sempre atenta a ameaças e pelo sitio mais seguro e tento chamar a minha aliada Zoey para que ela me possa seguir

Resumo:

• Correr o mais rápido possível para apanhar a mala verde e rapidamente pola nas costas.
• Se o caminho estiver seguro ir ter com Zoey e pelo caminho apanhar um manto negro com capuz (embrulho-o na braço esquerdo) e apanhar uma pedra afiada para usa-lo como defesa com a minha habilidade corpo a corpo.
• Chamar Zoey para que ela me siga em direcção ao caminho noroeste.
• Ficar atento a qualquer ataque e fugir em ziguezague para nada me acertar até conseguir fugir pelo caminho a noroeste.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Ter Maio 20, 2014 8:49 pm


Dylan Matheson

O aerodeslizador leva-me para o local onde estão os tubos, e nessa sala ponho-me dentro do tubo para ir para a arena… já desde que acordei me sinto nervoso e tento-me acalmar para não estar distraído, pois quando o tempo zerar terei que correr meu máximo para não morrer.

Estava na hora de começar os jogos e ao entrar no tubo e começo a subir como se estive-se num elevador. Olho para cima esta uma grande luz que me ofusca os olhos e não aguentando fecho-os mas vou tentando abri-los enquanto o tubo para de subir. Abro os olhos e vejo que estou na arena, e assim começo logo por procurar os meus aliados e depois procuro dentro da carnocopia o que poderia apanhar. Entretanto a contagem começa e eu não me podia mexer muito do prato mas rapidamente vejo alguns dos meus aliados. Espero que os meus aliados me sigam.

Olhei para a arena e para a carnocopia e pareceu-me complicado sair vivo do banho de sangue. Mas não ia ficar com medo, vou apanhar o que poder e tentar não entrar em combate, e para isso tenho de esperar a contagem chegar a 0 e correr o mais rápido possível e depois sair dali.

Só faltavam 3 segundos para a partida e meu coração parou. Não ouvia mais nada a não ser minha respiração. Olho para todos os tributos e depois olho para a carnocopia e vejo que apanhar o arco não seria muito boa ideia mas vi algo que me interessou fora da carnocopia. A contagem chegou a 0 e corri o meu máximo e comecei por apanhar uma mochila laranja para me defender de algum ataque quase sem parar, apenas me dobrei para apanhar, e assim prossigo em frente vendo muitas coisas que queria mas deixou-as para trás para depois apanhar se poder. Pelo caminho reparo numa mochila verde e corro para ela apanho-a e ponho-a nas costas e continuo com a mala laranja para me defender e corro em direcção a carnocopia e pego num Kit de químicos que tinha visto e agarro-o na mão esquerda onde tem a mala laranja presa no braço, de modo a que ao ser atacado possa me defender. E rapidamente volto para trás em direcção a escadaria com todo o cuidado e atento a qualquer ataque e tentar apanhar uma pedra afiada e um frasco de liquido roxo caso queira atirar com um frasco a algum tributo.

Resumo:

• Correr o mais rápido possível e apanhar uma mala laranja e usa-la como defesa caso alguém me ataque.
• Continuar em direcção a carnocopia e apanhar a mala verde, ponho-a presa nas costas enquanto a outra uso-a como escudo (mala laranja enrolada no braço esquerdo);
• Continuando em frente para a carnocopia, apanhar um Kit de químicos e levo-o na mão esquerda e fujo o mais rápido possível e ficar atento a as ameaças que aparecerem.(no braço esquerdo tem a mala presa e na mão o kit);
• Quando sair da carnocopia apanhar uma pedra afiada para me defender e continuar atento as ameaças e se poder apanhar um frasco de liquido roxo;
• Se algum tributo me atacar defender-me com a mala laranja e utilizar a pedra afiada para atacar.
• Voltar para trás em direcção a escadaria enquanto fico atento a alguma ameaça.





Última edição por Dylan Matheson em Qua Maio 21, 2014 1:59 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alden Yeda

avatar

Mensagens : 17
Localização : Distrito 11

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 3:14 am

Era o grande dia. Em poucos instantes eu estaria sendo assistida por toda Panem, tristemente eu não era a favorita dessa edição, mas isso não era nada que me desanimasse. A não ser pela roupa ridícula que colocaram em mim.

Minha estilista não me desejou boa sorte, mal me olhou após me preparar. Eu teria que me acostumar com essa gente invejosa depois que me tornasse vitoriosa.

A voz de uma mulher soou e a contagem para a entrada foi iniciada. Entrei no tubo que me elevaria para a vitória e aguardei até chegar no alto, onde me deparei com algo que nunca vira antes, algo que lembrava muito uma escadaria se erguia muito alto, e lá estava a cornucópia, minha besta dentro dela.

Notei um garoto loiro ao meu lado, se bem me lembro do Distrito Quatro. De duas uma: ou matava, ou tentaria me aliar a ele. Do outro lado havia um pirralho. Seria moleza.

Fiquei meu olhar no meu principal objetivo: minha arma. Eu só sairia dali com ela.

Resumo:
- Correr o mais rápido possível até a cornucópia e tentar pegar a besta
- Me esquivar de qualquer ameaça
- Se conseguir pegar a besta, disparar contra qualquer um que se por em meu caminho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Menon

avatar

Mensagens : 23
Idade : 22

Estado
Fome:
90/100  (90/100)
Sede:
60/100  (60/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 3:41 am

Noite mal dormida seria um elogio para o que eu passei. Alternei entre cochilos, pesadelos em que morria de mil e uma formas diferentes e idas constantes ao banheiro para lavar o suor frio que se aculmulava em gotículas sobre minha pele. Eu não fazia mais ideia do que valia a pena fazer. Eu entrara em uma aliança e precisava fazer minha parte dentro dela, o que consistia em encarar o mostro de frente para tomar posse de armas, quando minha tia me pediu para não matar ninguém.

Eu estava lá, no subsolo, com os cotovelos apoiados nos joelhos, a cabeça baixa, tentando não esquecer de respirar, ouvindo os primeiros números de uma contagem regressiva que poderia ser a ampulheta decrescente que sugava consigo meus minutos de vida.

Tomei coragem e me ergui, entrei no tubo que subia em seu ritmo. o Sol ofuscou meus olhos, e me peguei observando um teatro, algo que existia num mundo muito antes da guerra que nos dividiu, lembro vagamente de ter visto algo parecido em um livro, e pela primeira vez, me senti deslumbrado por tamanha arquitetura. Tão lindamente dramática será nossa morte.

Então mais uma coisa me deslumbra em meio ao inferno belo e estruturado: Pearl. Que se encontrava ao meu lado e me ofereceu o melhor incentivo com seu sorriso doce e determinado. Já não era mais uma opção fugir dali sem armas. Eu precisava me armar e protegê-lá. Sorri de volta e encarei a cornucópia com duas manchetes lá dentro.

A contagem regressiva é zerada, e me pego correndo em direção à cornucópia pela vida de outra pessoa.

Resumo:
- Correr para pegar as duas manchetes
- Derrubar quem se por em meu caminho (exceto aliados)
- Me unir à Pearl e procurar Gold
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Electra Kirchhoff

avatar

Mensagens : 15
Localização : Distrito 3

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 2:35 pm


Electra Kirchhoff


Me acordam cedo. Odeio isso. Sou arrumadas às pressas e vestida em uma roupa ridícula enquanto voo em um aerodeslizador do Projac. Um corno de pai e mãe enfia uma agulha em meu braço e já começo a viajar. Em ambos os sentidos.

— Não coloca isso em mim! Eu fiz PROERD!– digo, mas sou ignorada.

Em alguns minutos entro em uma sala com a bicha que escolhe minhas roupas e ele diz para que eu entre em um tubo de vidro. Obedeço.

— Escuta, Electra. Você está meio desorientada, eu sei, mas tem que prestar bastante atenção no que acontece a partir de agora. – ele diz.

Faço uma expressão de desentendida, mas sei do que ele fala. Ouvi alguns comentários e parece que fui escalada de última hora pra edição especial do No Limite só com celebridades. É difícil ser famosa, mas tenho que cumprir a agenda, fazer o quê?

— Eu sei, eu sei. Vou dar o meu melhor, pode deixar gata! – e dou um tapa na bunda dele, para sua surpresa. – Vou até ver se arranjo um bofe pra tu, ok?

— .... Enfim, sobreviva. Escolha bem de quem ficará perto e faça o melhor para sobreviver. – ele enxuga uma lágrima imaginária dos olhos e me abraça. – Vou sentir sua falta, piradinha.

— Ai, eu também, amiga! Mas eu volto logo, tá?

Nos soltamos e o tubo se fecha. Em instantes sou elevada e percebo que estou em outro ambiente. Um coliseu? Por que tem comida e armas espalhadas pelo chão? Aquele ali é o Menon? Meu namorado também é famoso e não me avisaram? POR QUE ELE TÁ OLHANDO PRAQUELA PIRANHA OXIGENADA??

Uma contagem regressiva começa e o pessoal começa a correr. Acho que tenho que agir agora.

Resumo:

- Correr junto com o pessoal, sem saber exatamente o que acontece;
- Catar uma tábua de madeira do chão;
- Ir até Menon.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Emma Iverwellar

avatar

Mensagens : 48
Idade : 21
Localização : Distrito 2

Estado
Fome:
90/100  (90/100)
Sede:
40/100  (40/100)
Saúde:
80/100  (80/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 8:00 pm






Emma Iverwellar



E chegoooooouuuu! Está na hora! Está na hora!!
Bem cedo já estou a pé e vou me preparar para a arena. Aquelas roupinhas não fizeram sentido logo, mas assim que vi a arena entendi. Grécia antiga ahn? Me parece bem! Veremos o que rende.

Olho em volto, que merda de escada é essa? Ocupa quase toda a paisagem! Se não forem rapidos subindo irão morrer, estarão muito expostos! As outras saidas rodeadas de arvores seriam a salvação de alguns.. pelo menos por algum tempo.

Ao meu lado estão o garoto do 8 e o garotinho do 12... sério isso? me põem ao lado do moleque? Bem, azar para ele se tropeça em mim. Os aliados não estão muito longe também. Apesar de bem dividos.

O tempo continua a contar...

10..

9...

8...

Vejo o sinal de Gold para irmos para o centro. Isso eu já sei idiota! É então dada a partida e corro em direção ao centro. A ideia é dominar a Cornucópia, ainda assim pego uma mochila ao calhas do chão.

Vejo Creed correndo também, e todos os caras da aliança, que legal!

Só tem uma coisa má... minha besta está dentro do corno de metal. Alguém terá que me cobrir.

Resumo:
-Pegar uma mochila
-Correr para o centro, atenta aos outros tributos
-Tomar atenção e ver que caras da aliança poderiam dar cobertura na hora de buscar a besta.





Maybe it is all a test
'Cuz I feel like I'm the worst
So I always act like I'm the best
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Neptune Sharkprey

avatar

Mensagens : 23
Idade : 20
Localização : Distrito 4

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 8:11 pm



Neptune Sharkprey

Não precisaria que me acordassem, já que fiz tudo o que precisava ser feito, assim como ter tomado um banho, aproveitando a água deliciosamente quente.  Hoje irei á arena, só é uma questão de tempo para que eu morresse, quem sabe eu sobreviva, o que é pouco provável.  Saio de meu quarto, os estilistas já estavam pondo o traje em mim, como se não tivesse mais tempo, e eu acho que não há mais.  Aguardo todos estarem na sala, preciso dar umas últimas palavras.

- Agradeço a vocês todos em geral, e quero dizer que vocês são ótimas pessoas. – Digo, tristemente. – Eu não queria chorar novamente, mas estou aqui eu, acabo em lágrimas.

Sinto alguns abraços bem calorosos, com olhares de tristeza, tanto de dor. Mags deve sentir muita mais dor que nós, já que foi mentora de muitos que já morreram, a acompanhante deve sentir o mesmo.  

Já estou no tubo, completamente sozinho, esperando para que eu subisse, e em seguida, seria a contagem regressiva, como todas as outras. Que tipo de arena será essa? Essas roupas são bastante leves, e a primeira coisa que me vem em mente, obviamente é a água.  O tubo então começa a subir, olho e vejo a estranha garota do distrito onze e a do nove.  A arena me lembra duma arena, dãar. A contagem se vai rapidamente, quando o tempo parar e eu poder ir, vou ir à busca de uma mochila verde, e em seguida, uma rede de pesca que vejo mais á frente, o que só me resta é um tridente, e aí vou eu o pego.  Caso eu precise me defender, usarei a mochila e para não ser pego de surpresa, usarei a minha agilidade em meu favor e ir em direção as escadarias, e em aviso prévio, atacar em minha defesa, utilizando o tridente como arma de combate, assim combinada com corpo a corpo, e também nada me impede de espetar no peito de alguém, mas a prioridade é ir á escadaria.

RESUMO:

- Pegar uma mochila verde.
- Pegar um tridente.
- Pegar uma rede de pesca.
- Ir às escadarias.
- Me defender de ataques. (assim como descrito no post).






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Creed Zero

avatar

Mensagens : 14

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 8:14 pm






Creed Zero



Acordou bem cedo nesse dia. Em parte porque estava empolgado. Depois de 6 anos de treino, poderia mostrar do que seria capaz.

Junto com Emma foi até ao aerodeslizador que os levaria para a arena.

-Não faças nada estúpido. - disse a loira.

-Vá, não finjas que te preocupas agora. - respondeu despreocupadamente.

Já no distrito Dois não se davam bem. Nunca tiveram uma relação próxima, nem nunca tentaram sobre pretexto algum manter uma amizade. Aliás, se não fosse por respeito ao pai dela e treinador dos dois, para Creed, Emma era apenas um tributo como qualquer um dos outros, e como tal um alvo. Até pelo perigo que é e demonstrou ser ao ter aquele doze na avaliação.

Mas já que a pessoa que veio com ele é ela, Creed faz um esforço e até concordou em entrar nessa aliançazinha que ela combinou com o namoradinho do Um.

Ao subir para o tubo, sentiu uma lufada de ar fresco. Aquela arena fascinou-o logo. Um belo cenário sem dúvida. Olhou em volta e viu quem tinha ao pé. Emma não estava muito longe, estava a apenas alguns tributos de distancia. Começa a contagem.

Creed foca então a sua atenção na garota ao seu lado, do Três. Ela parecia meio fora daqui... Tinha um olhar meio...tresloucado... ela estaria bem? Por momentos pareceu-lhe ter pena, mas não, não era pena. Logo esqueceu a garota e se focou no alvo. O centro, onde iria tomar suas armas. Quando terminou a contagem saiu correndo. E só pararia no seu objetivo.


Resumo:
-Correr em direção ao centro, atento a ameaças de outros tributos






Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maresia Aquamurder

avatar

Mensagens : 25
Idade : 18
Localização : Distrito 4

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 8:42 pm


Maresia Aquamurder


Acordando cedo melhorou o meu humor, já que tudo estava tão confuso e estranho, como se fosse um flashback do passado, me lembrando as torturas que minha mãe cometia, tanto em mim, quanto em meu irmão, que está morto.  Eu nem tinha noção das horas, mas ainda era de madrugada e lá se vou, em direção ao banheiro, tomar um banho tão demorado, e talvez derramar algumas lágrimas... Mas já passei dessa fase. O tempo se passou rapidamente, que eu não queria nem sair de lá, pelo menos não tão rapidamente, como se aquilo estivesse me prendendo. Ao sair do banho, estava Aquarian e o restante dos outros estilistas, prontos para me vestir com um último traje, que nem era tão bonito, mas fora o suficiente bom para abrir um sorriso de meu rosto. Estava tudo pronto já, só falta me despedir de Mags, Cristalyn e de Nep.

- Agradeço a vocês todos em geral, e quero dizer que vocês são ótimas pessoas. – Diz ele tristemente. – Eu não queria chorar novamente, mas estou aqui eu, acabado em lágrimas.

- Nep... – Nós vamos...

Não havia mais tempo, nem tive para me despedir, logo já estarei em um tubo, pronta para estar em uma arena. Aquarian me acompanha e me deseja boa sorte, e novamente não tive tempo para falar nada. O tubo estava subindo. A contagem regressiva comecará, e eu aqui, observando os tributos por perto, os mais próximos eram o dois e o sete, em seguida vejo as garotas do três e onze. Tudo liberado. Aí vou eu, ao acabar, começo a correr em direção a uma mochila verde. O próximo item que vejo é um boomerang de madeira, o decido pegar e atirar em qualquer um, só para ganhar certo tempo, e em seguida, pegar uma katana e por ela na baínha, pegando o cinto e prender á cintura. Em seguida, se o boomerang voltar, pegá-lo e correr ao noroeste. Se houver algum tributo inimigo em minha frente, decapita-lo na hora, utilizando a katana, para defesa, usar a mochila.  

Resumo:
- Pegar uma mochila verde.
- Pegar um boomerang(madeira); atira-lo p/ atrapalhar outros tributos.
- Pegar a katana.
- Ficar atenta ao boomerang(quando voltar).
- Ir ao noroeste.
- Atacar e defender quem estiver no caminho.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gregório Vaccari

avatar

Mensagens : 19

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 8:56 pm



Gregório Vaccari

Mal meus olhos se adaptaram ao sol e a contagem já estava prestes a acabar. Todos os tributos em posição de partida e, assim como eles, já me preparo também. Acho que a ficha de que estou na arena e a qualquer deslize eu posso morrer de formas terríveis ainda não caiu. Estou atordoado e procuro dentro do meu campo de visão, algo que me recobre os sentidos, tal como o arco que acabo de enxergar ao longe, um pouco mais pra direita de onde estou, é nele em que devo me concentrar.
A contagem se finaliza e eu ainda nem havia me dado ao trabalho de observar os tributos que estavam próximos, simplesmente me larguei a correr, o mais rápido que podia, totalmente focado no arco.



Resumo:
- Correr em direção ao arco e sua respectiva aljava.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 10:19 pm



A CORNUCÓPIA
 
A contagem decrescente chega ao fim.


Os Tributos estão preparados para correr por suas vidas, mas algo os impede no último segundo - eles sentem alguma vibração vinda do chão, e de repente uns ganchos surgem dos pratos de metal e prendem firme os pés de cada Tributo. Todos ficam desorientados com a falsa partida, mas o Idealizador decidiu não ficar por aí - o círculo em redor da Cornucópia que contém os pratos de metal sofre uma volta de 180º graus, apanhando todos os Tributos de surpresa e os deixando exatamento no lugar oposto ao que estavam anteriormente.  





Com a surpresa, a maioria dos Tributos ficara desorientados e incapazes de realizar suas ações pretendidas, mas os mais astutos tiveram sua merecida vantagem.
Valentine é a primeira a chegar no centro da Cornucópia. Ela consegue apanhar seu machado e rapidamente se põe em modo alerta contra alguma possível ameaça. O barulho de flechas batendo uma nas outras faz ela perceber que já não era a única ali - Scarlett, do 9, havia pegado seu arco e não parecia estar ali para brincadeiras. Um pouco atrás de Scarlett, o pequeno do 12 acenava com uma mochila de uma cor chamativa.

Ronnie, do 12, não se deixa enganar pelos Idealizadores e não perde tempo até rapidamente apanhar sua mochila laranja. Ele acena para Scarlett que vem em sua direção, mas parecia ter sua atenção focada apenas em seu arco. A cena estava se agitando e talvez não fosse seguro para o pequeno garoto se meter no meio da confusão.

 Scarlett não perdeu muito tempo e correu em direção a um dos arcos fora da Cornucópia. Ela nota o garoto do Dez correndo a poucos metros bem atrás dela, mas decide não o tomar como uma ameaça e segue seu caminho até ao arco e respetiva aljava, que continha dez flechas. À sua frente ela repara em Ronnie acenando para ela, mas não pára até chegar em seu objetivo. Assim que pegou na aljava, a garota reparou na garota do 7, armada com um machado, a pouca distância dela. Os Tributos se encaram.

 Silver também consegue ser dos primeiros a se orientar e aproveitou o tempo extra que teve para se arriscar na mochila verde. Assim que a conseguiu apanhar, ergueu seu olhar e um pouco mais à frente viu as garotas do 7 e 9 se encarando. Talvez não fosse muito inteligente ficar para ver a possível luta.

Zoey, do 5, tinha seu objetivo bem delineado. Ela rapidamente chegou dentro da Cornucópia e seus olhos procuraram por um dos pares de Katares, até que sua concentração fora interrompida.
- Hey! Procurando isto? - Uma voz soou por trás da garota. Icarus, do 7, havia apanhado um dos pares de Katares e os mostrava para a garota presos em cada uma das suas mãos. O pequeno garoto apenas mostrou sua língua para ela antes de dar o fora e fugir dali e Gold aparecer.

Gold, o Carreirista do 1, chega dentro da Cornucópia um pouco depois de Zoey, mas chega a tempo de apenas ver o garoto do 7 fugindo, deixando Zoey sozinha dentro da Cornucópia. Ele consegue apanhar um dos gládios, o outro se encontrava por detrás de de Zoey. Os Tributos se encaram.

Electra também não se deixa atrapalhar pelo esquema dos Idealizadores. Ela corre para pegar uma tábua de madeira que consegue enxergar logo depois de três Tributos passarem bem na frente dela. É aí que ela nota que Menon não está muito longe dela e decide ir ter com ele.

Menon tem seu objetivo bem focado nas duas machetes. Ele inicia sua corrida mas é interrompido por Electra, que o apanha a meio e estava carregando uma tábua de madeira. Os Tributos se encaram.

Rya vê Zoey se aventurando na Cornucópia e decide segui-la, mas não antes de pegar seus pertences. Ela consegue apanhar uma mochila verde e uma pedra afiada que lhe servirá como defesa por enquanto. Com o tempo que perdeu pegando os pertences, Rya não chegou rápido o suficiente na Cornucópia e acabou cara a cara com o Tributo do Distrito 6.

Augustus corre o mais depressa possível até à Cornucópia e consegue pegar um dos coletes que estavam lá fora. Ele dá a volta para entrar na estrutura de metal, mas estava alguém antes. Rya, do Distrito 8, havia notado sua presença. Os Tributos se encaram.

Gregório não tem grandes obstáculos em seu caminho até um dos arcos. Ele estava de olho num bem na sua frente, mas a garota do 9 havia chegado primeiro nele. Gregório procura um pouco por um outro, e nota um do outro lado da estrutura de metal. Seria seguro se aventurar lá?

Yeda não vê sua besta em lado algum e presume que esta se encontraria dentro da estrutura de Metal - porém, esta estava de costas para Yeda e a garota do 11 teria que dar a volta para conseguir entrar lá dentro. Ela vê o centro da Cornucópia já cheio de Tributos e dá a volta a uma distância segura para ver a entrada também cheia. Seria seguro arriscar?

 Pearl corre para um dos coletes de facas fora da Cornucópia mas viu como Menon havia sido interrompido pela garota do Três. Ela fica um pouco indecisa acerca do que fazer - seguir seu caminho até ao colete de facas ou ajudar seu aliado?

Neptune demora um pouco a se acostumar com a mudança mas assim que vê sua oportunidade, corre e pega sua mochila verde e sua rede de pesca. Ele pretende se aventurar mais e pegar também o Tridente, mas a confusão já havia tomado conta do centro da Cornucópia. Talvez não fosse boa ideia se meter no meio... para além disso, sua parceira de Distrito havia agora se juntado a ele.

 Apesar do tempo que perdeu, Dylan acabou por se orientar e pegar uma mala laranja e outra verde mais à frente. Quando ergue seu olhar, ele vê nada mais nada menos que sua parceira de distrito, Rya, frente a frente com o garoto do Distrito 6 armado. Qual seria o próximo passo do garoto?

 Fortisha consegue pegar dois pães pequenos e sua mochila amarela, mas não chega a tempo de entrar na Cornucópia. A confusão já se havia instalado e dois tributos acidentalmente bloqueavam a entrada. Um deles, era do mesmo Distrito que Fortisha e encarava a garota do 8 armado.

Margo vê que Dylan segue em direção à Cornucópia como ela e segue atrás dele, quando algo faz parar o garoto. Instintivamente, Margo faz o mesmo, até ver que o que impediu o garoto de continuar fora o bloqueamento da entrada na Cornucópia.

Matthew consegue pegar a mochila amarela mas já vai tarde para a Cornucópia. Ele corre mesmo assim, mas acaba por dar de caras com Icarus, o garotinho do 7. Ele levava um katar em cada mão e sorria maliciosamente para o garoto mais velho.

Emma chega o mais perto que consegue e pega uma das mochilas laranjas. Ela queria avançar mais, mas sabia que não era inteligente entrar ali no meio desarmada com a confusão que já se havia instalado. Em sua frente estavam a garota do 11 e o garotinho do 12, que não haviam notado sua presença.

Creed avança o mais que pode, mas teve o mesmo problema que Emma. O caminho já estava bloqueado e Creed não sabia o que fazer. Bem na frente dele estava o casal do Quatro que não havia notado sua presença.

Maresia havia perdido bastante tempo desorientada, mas ainda corre a tempo de pegar a última mochila verde. Ela acaba encontrando seu parceiro de Distrito no caminho e ambos entendem que talvez não seja a melhor ideia se aventurarem no centro da Cornucópia por enquanto.

Dorian fica bastante atrapalhado com a mudança de lugar e acaba perdendo demasiado tempo em seu prato de metal, aí permanecendo até todos já estarem fora destes - todos menos uma.
Amaia estava um pouco longe, mas Dorian aproveitou ir pelo lado de fora da Cornucópia sem confusão para a encontrar.

- Bonito lugar, hein? - Ele pergunta, antes de decidirem o que fazer depois.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Amaia Haddock

avatar

Mensagens : 55
Idade : 18
Localização : Distrito 10

Estado
Fome:
80/100  (80/100)
Sede:
100/100  (100/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Cornucópia   Qua Maio 21, 2014 10:39 pm






Amaia Haddock



Que está acontecendo?! Vão nos matar já?! Que medo!!! Com aquilo tudo girando fiquei com tanto medo!! Sai de fininho do prato de metal e comecei a correr. Apesar que ninguém me seguia, todos corriam para o centro. Apenas...

AHH! Que susto esse garoto do 11 me pregou! O que ele está fazendo apreciando as vistas justo agora?!Eh... ele falou que me ajudaria... será que... será que eu posso confiar nele?

-Ali no meio não deve ficar tão bonito assim... - respondo baixinho. - Se não vai me matar já... podemos sair logo daqui?

Resumo:
-Falar com Dorian





Ninna nanna ninnaò questo amore a chi lo do
Lo do a te finché vivrò e a nessun altro lo darò
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cornucópia   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cornucópia
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 7Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
67º Edição Anual dos Jogos Vorazes :: Os Jogos :: Cornucópia-
Ir para: