67º EDIÇÃO ANUAL DOS JOGOS VORAZES
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Sudoeste - A Astey

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Sudoeste - A Astey   Ter Jun 03, 2014 8:28 pm



A ASTÉY
 

Ao atravessar a passagem sudoeste, o Tributo começa a ver enormes colunas se erguendo em sua frente. Era possível distinguir vários templos em ruínas e algumas estruturas semelhantes à arena da cornucópia, mas em menor escala. Toda a área estava repleta de edificações em ruínas - umas em melhor estado, outras em pior - e estas edificações formavam ruas estreitas, mas que com as paredes abertas das edificações parecia transformar toda a área num enorme labirinto. 
Um enorme muro delimitava a área, pelo que a única maneira de escapar do local seria pelo mesmo sítio por onde entraram.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Ter Jun 03, 2014 9:24 pm



A ASTÉY
 

Rya, Dylan, Yeda e Margo são os primeiros a atravessar a passagem Sudoeste. Eles se vêm em o que parecia ter sido em tempos uma cidade. Enormes arcos delineavam um caminho reto até se abrir em um descampado, pelo que os Tributos não teriam outra opção que não ir por esse mesmo caminho.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Margo Roth

avatar

Mensagens : 30
Idade : 22
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qui Jun 05, 2014 4:34 pm

MARGO ROTH


    Meu deus....um bando de pedra...poderia ter algo mais idiota? Mas pelo menos estou com Dylan...e sei que ele irá me proteger.

    Andamos um pouco e, em seguida, parei e perguntei:

    -gente....alguém quer parar? Vamos descansar um pouco! - Fico esperando uma resposta enquanto olho para Dylan, em seguida para o terreno. Preciso descansar e ver o que as coisas que tenho comigo. E com elas que tentarei vencer os jogos.

    DON'T GET TO CLOSE IS DARK INSIDE...HERE IS WHERE MY DEMONS HIDE!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sex Jun 06, 2014 5:47 pm


Dylan Matheson

Depois de sairmos todos da cornucópia, entramos num caminho a sudoeste e ao entrar reparamos que aquilo era uma espécie de ruinas. Agora só haviam dois caminhos, ou voltava-se para trás ou iriamos em frente. Realmente não estava a espera de conseguir tudo o que queria da cornucópia, nem de ter entrado, acho que me sinto orgulhoso, agora tinha de continuar com a cabeça no lugar.

Continuamos em frente para ver onde aquele caminho ia dar, mas lembrei-me de uma coisa. Margo e Yeda e Rya estavam comigo, mas faltava um, o Neptune. Que será feito dele, pensava eu. Se calhar devíamos de esperar por ele antes de seguirmos em frente, ou não.

– Gente… Alguém quer parar? Vamos descansar um pouco! – Perguntou margo interrompendo meu pensamento.

– Sim podemos parar e descansamos um pouco. – Respondi a Margo
Neste momento devia ser a melhor oportunidade para vermos todos os nossos pertences e percebermos o que temos connosco. Mas enquanto o fazemos temos de ter sempre alguém a tomar atenção, pois nunca se sabe donde vem o perigo.

– Acho que devíamos também ver o que temos connosco e conseguimos trazer da cornucópia, mas não podemos ficar distraídos, temos de ter cuidado, pois todo o cuidado é pouco. – Avisei todos.

Resumo:
• Descansar um pouco e ver os meus pertences;
• Estar atento a qualquer ameaça e ter o meu arco perto de mim;




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sex Jun 06, 2014 10:25 pm


Rya Lokidottir

Saímos da merda da cornucópia são e salvos, e agora estávamos numas ruinas quais queres. Que supressas nos esperam se continuarmos a explorar este caminho de ruinas?

Olhei para todo o lado e fico vejo que aquelo tinha aspecto bem antigo, ainda eramos capazes de levar com uma pedra em cima, que horror, isto aqui não me agrada, mas mais vale estar junto deles.
Aquela rapariga, a margo, tinha razão, temos de descansar e ver o que trazemos connosco, pois isso e importante para se quisermos sobreviver. Dylan fala sobre isso mesmo, e com muito cuidado e atenção aos arredores, decido ver tudo o que tenho.

Depois de estarmos bem, e vermos o que temos acho que era altura de explorar as ruinas.´
-Pessoal, não querem ir explorar o local? – Perguntei eu. – O que vamos fazer a seguir?

Resumo:

• Descansar e ver os meus pertences;
• Estar atento a qualquer ameaça;
• Ter a minha arma preparada para atacar;
• Falar com meus aliados.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alden Yeda

avatar

Mensagens : 17
Localização : Distrito 11

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Dom Jun 08, 2014 6:46 pm


Alden Yeda

― Além de bêbada é preguiçosa ― eu resmunguei baixinho comigo mesma ao ouvir a Vampira do Doze pedir pra descansar. ― As pessoas estão saindo aos montes da cornucópia! Sabe-se lá quem pode vir pra cá! Um carreirista idiota talvez... ― Eu disse em tom alto suficiente para que todos ouvissem, quando fui interrompida pela outra garota que estava conosco. Eu não fui com a cara dela, mas foi a única que havia dito algo sensato. ― Temos que explorar o local, nos afastar ao máximo dessa entrada, ou ficaremos vulneráveis aqui. Olhem o que vocês carregam e vamos dar o fora o mais rápido possível.

Então notei que não carregava nada comigo a não ser minha besta. Eu tinha que ficar de olho neles, saber o que carregam consigo e ver o que pode me ser últil.

Resumo:
- Pedir para explorar o local
- Prestar atenção aos pertences dos meus aliados

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Dom Jun 08, 2014 8:44 pm



A ASTÉY
 


Yeda tenta convencer o grupo a não ficarem ali parados, mas é inútil. Eles pareciam estar mesmo dispostos a descansar ali mesmo. Contrariada, a voluntária do 11 aproveita seu tempo para analisar os pretences do resto da aliança.

Rya abre sua mochila verde e nela encontra um bomerangue de madeira, um par de óculos de visão noturna, uma pedra afiada, uma rede de pesca, um kit de camuflagem e um frasco com líquido cinza.

Na sua mochila laranja, Dylan encontra três barras de cereais, um cacho com 5 bananas e um frasco de iodo. Na verde, encontra uma faca, uma corda de 5m, um cantil com água (500ml), um kit de camuflagem, um par de binóculos e um par de luvas.

Margo abre sua mochila laranja e encontra um saco com 4 maçãs, um pão pequeno, um cantil vazio (500ml) e uma caixa de fósforos.

Agora seria boa ideia a aliança avançar e explorar o local.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Margo Roth

avatar

Mensagens : 30
Idade : 22
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Dom Jun 08, 2014 9:58 pm

MARGO ROTH


    Após um bom descanso, fico encarando Dylan e meu mau-humor passa. Ele têm algoum tipo de poder que me faz esquecer de tudo quando olho para ele. Esqueço que estou nos jogos, na Arena, prestes a morrer. Neste momento a única coisa que parece importar para mim é ele.

    Então volto ao mundo real. Precisamos explorar o local e este é o melhor momento para fazer tal coisa.

    - Então...vamos andar? - Proponho de forma grossa para o resto da aliança.

    Dylan está com uma cara tensa e ao mesmo tempo cansada. Continua lindo como sempre. Caminho em sua direção e sussurro em seu ouvido

    - Muito bom estar com você...e dessa vez nem estou bêbada...acho.

    Após tirar meu rosto de seu ouvido, dou-lhe um beijo rápido de língua. Estava precisando disso. Eu poderia te.tarde até trancar com ele, mas Dylan estranhamente possui algo diferente dos outros garotos com quem tive relações. Ele não é um boneco sexual. É diferente...mas não sei dizer como.

    RESUMO:
    - Sussurrar para Dylan
    - Beijar Dylan
    - Sugerir que a aliança avance
    - Ficar atenta em qualquer coisa

    DON'T GET TO CLOSE IS DARK INSIDE...HERE IS WHERE MY DEMONS HIDE!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qua Jun 11, 2014 7:43 pm


Rya Lokidottir

Eles todos quiseram descansar, podíamos ter sido atacados mas estávamos atentos. Enquanto descansávamos olhamos para dentro das nossas malas para vermos o que tínhamos, dentro da minha mala verde tinha muitas coisas interessantes, mas algumas não sabia para que que eu ia precisar mas deixei la, junto dessas coisas todas pôs o meu chakram normal e retirei o bomerangue que o pôs no cinto para não cair e servir de distracção numa luta.

Mas agora tinha uns óculos de visão nocturna a mais e um frasco com um líquido cinza, só podia ser um químico e quem mais poderia saber o que fazer com aquilo sem ser dylan.

Então coloquei a mala nas costas com um dos óculos de visão noturna, pronta para explorar, bomerangue no cinto seguro, chakram duplo na minha mão e fui entregar o frasco e os óculos de visão nocturno para Dylan.

– Dylan, já que estou com vocês eu prometi ajudar-vos, então tu podes ficar com estes óculos e este frasco. Não te habitues, eu só estou a ajudar porque estou com vocês. – Disse eu contente para o ajudar, mas mostrando que não estava para brincadeiras. – Acho que agora temos de ir embora explorar este local. Mais tributos podem vir. – Continuei preocupada.

Depois de aceitarem ir com eles explorar o local e ficar sempre atenta a tudo.

Resumo:
• Colocar o bomerangue no cinto e por o resto das coisas dentro da mala( como descrito no poste);
• Entregar um dos óculos de visão nocturna e o frasco cinzento a dylan;
• Pedir para começar-mos a caminhar;
• Ficar atenta a qualquer ameaça.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qua Jun 11, 2014 7:55 pm


Dylan Matheson

Enquanto todos descansávamos começamos a ver o que conquistamos na cornucópia e realmente consegui muita coisa, duas malas, um kit de químicos o arco e aljavas, coisas muito boas, realmente estou contente, podia fazer coisas incríveis. Comecei por ver a mala laranja e tirei tudo da mala, depois vi a mala verde e tirei tudo para fora. Tirei logo a faca que na mala verde se encontrava e posa-a no cinto caso precisa-se, vesti as luvas para estar mais seguro, e deixei de fora o kit de camuflagem porque não ia precisar e só ocupava espaço, e assim arrumei o resto dentro da mala.

Depois de por tudo dentro de uma mala só, na verde, peguei no kit de químicos e tirei um frasco de veneno onde molhei todas as minhas flechas e voltei a polas na aljava. E estava-me a preparar para fazer uma coisa com os meus aliados quando alguém chega.

Era a Rya, vem ter comigo e começa a falar umas coisas, que não estava a espera.

– Dylan, já que estou com vocês eu prometi ajudar-vos, então tu podes ficar com estes óculos e este frasco. Não te habitues, eu só estou a ajudar porque estou com vocês. – Disse ela, mostrando cara grossa.

– Obrigada Rya, mas guarda tu esse frasco, pode ser precisa e eu já tenho um. – Agradeci.

Sem problemas agarrei nos óculos de visão nocturna e pedi para que guarda-se ela o frasco cinzento, e continuei rapidamente a arrumar as coisas. Pós os óculos de visão nocturna dentro da mala também e o frasco cinzento que ela me deu, junto do outro frasco roxo que tinha.

– Acho que agora temos de ir embora explorar este local. Mais tributos podem vir. – Continuou dizendo para irmos embora.

Entretanto chega Margo que também fala algo, e não sei porque ela estava bonita, e não estava agora como a vi no treino, parecia normal, ser ela própria, isso realmente me deixou bem disposto também.

–  Então...vamos andar? –  Propôs de forma grossa a todos nos.

Esta pronto para explorar aquele local, mas estava preocupado, eu prometi que não ia ter medo de nada, nem receio, tinha de ser mais forte. Mas sem me aperceber margo veio com uma conversa que me agradou.

–  Muito bom estar com você...e dessa vez nem estou bêbada...acho. – Disse ela encostando o seu rosto ao meu ouvido e dá-me um beijo rápido de língua.

Realmente aquilo soube-me bem, e ao se afastar eu não resisti, puxei-a para perto de mim num momento de loucura, agarrei-a com força e beijei-a na boca e durante alguns momentos me perdi, ate perder o folego. Larguei-a para começarmos a explorar, apesar do meu desagrado.

-Eu realmente gosto de ti, e agora que estas sem álcool mostras realmente quem tu es, e assim mostras o teu jeito, que me esta a encantar. – Disse eu sorrindo para ela surpreendendo-a.

Aquilo realmente me soube bem, a muito que não me sentia assim, mas agora antes de irmos embora tinha de fazer algo.

– Yeda, Rya e Margo, vou ajudar-vos para que vocês tenham melhores resultados nas vossas lutas, este frasco tem veneno e se passarem vossas armas no veneno, quando acertarem em algum tributo ele imediatamente será afectado e irá morrer imediatamente. – Expliquei a todos a minha ideia que desde o inicio tinha pensado mas que nunca pensei que ia conseguir o kit. – Por isso agora deixem-me por o veneno. – E comecei a colocar.

Depois de as armas terem o veneno arrumei todos os químicos dentro do kit de químicos, e arrumei dentro da mala. A mala estava pronta com tudo o que queria e pôs logo nas costas, menos o kit de camuflagem que ia deixar para trás junta da mala laranja, a faca no cinto caso precise, e coloquei depois a aljava e preparei o meu arco com uma flexa já embainhada de veneno.

Pronto para explorar aquele caminho seguimos todos juntos e com máxima atenção para não sermos surpreendidos com surpresas.


Resumo:

• Preparar a mala com tudo o que quero e deitar fora a mala laranja sem nada e o kit de camuflagem (como descrito no poste);
• Por a faca no cinto e vestir as luvas para ficar mais seguro (como descrito no poste);
• Molhar as minhas flechas no veneno e voltar a arrumar o kit de quimicos dentro da mala;
• Aceitar os óculos de visão nocturna e pedir para que ela guarde o frasco que tentou me dar;
• Falar e beijar margo para demostrar que realmente sinto algo por ela;
• Pedir a todos para que molhem as suas armas no veneno ( como descrito no poste);
• Acabo de me preparar e armo o arco com uma flexa que tem veneno.
• Explorar o caminho e ficar atento a tudo a minha volta.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qua Jun 11, 2014 10:30 pm



A ASTÉY
 

Para sorte da aliança, mais ninguém apareceu na passagem. Eles aproveitaram o sossego para arrumar todos seus pertences como deve ser, até que Dylan sugeriu utilizar um dos seus frascos para tornar suas armas ainda mais letais. Ninguém se opõe à sua ideia, então ele assim o faz.
Já com todos seus pertences organizados e armas preparadas, a aliança finalmente atravessou o resto do corredor cercado por pilares até chegarem a umas pequenas escadas. Por entre as ranhuras das pedras, algumas plantas cresciam aqui e ali – o resto da paisagem parecia completamente descoberto de verde. As construções agora formavam pequenos muros com entradas arqueadas; os muros tão baixos que os Tributos poderiam passar por cima ou teriam que se agachar para passar pelas entradas. Do outro lado das baixas construções o caminho parecia se dividir em três, e de longe era possível ouvir-se alguns uivos.




Dylan, Rya, Yeda e Margo decidem seguir todos juntos atravessando os pequenos muros. Os latidos pareciam ecoar cada vez mais alto. É Margo que acaba se voltando para trás, dando de caras com uma enorme criatura de três cabeças.



A garota deixa escapar um grito, e é então que o animal mutante realiza um movimento estranho e se divide em três - cada cão com apenas uma cabeça. Só o do centro tinha a cauda, que era quase tão comprida como o próprio corpo. Os três animais soltam um uivo agudo e começam a perseguir a aliança até ao outro lado os muros, obrigando-os a separarem-se nos caminhos. (Poderão escolher qual dos três caminhos querem seguir, mas não poderá haver de duas pessoas a passarem no mesmo)

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Margo Roth

avatar

Mensagens : 30
Idade : 22
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qui Jun 12, 2014 2:17 pm

MARGO ROTH


    Tudo andava bem...até demais. Algo estava estranho, e precisava saber o que era.

    Ouço latidos. Altos, cada vez mais, então que paro e encontro um bastante. O susto fez meu coração acelerar.

    Quando percebo, estou correndo juntamente com minha aliança. Não posso morrer, penso, mas este parece ser meu destino.

    Quando já estou quase morta de cansaço é que me aparece uma luz. Três caminhos. Não sei como fazer para chamar minha aliança para o mesmo caminho que seguirei. terei que usar o critério da sorte.

    O caminho do meio é o que escolho. Entro nele e rezo para que alguém venho junto comigo. Sinto que agora o bastante não poderá mr alcançar...mas este jogo é repleto de surpresas...

    RESUMO:
    -Fugir do bastante
    -ir pelo caminho do meio

    DON'T GET TO CLOSE IS DARK INSIDE...HERE IS WHERE MY DEMONS HIDE!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sab Jun 14, 2014 3:03 pm


Rya Lokidottir

Depois de ouvir latidos sem parar e parecerem estarem se a aproximar oiço um grito enorme que pareceu fazer eco. Era a Margo a gritar, e com isso olho imediatamente para tras para perceber o que se passa e vejo um bestante de 3 cabeças a se dividir.

-Fujam rapidoooo. – Pedi eu ao ver Margo a fugir, muito rapidamente. – Quando conseguirem fugir venham ter aqui, para nos podermos encontrar novamente.

Dylan grita para nos fugirmos e pede algo, mas com aquilo tudo não percebe, eramos 4 e não demos cabo de um bestante, podíamos perfeitamente enfrenta-lo. Começaram a fugir e assim também fugi, percebi que era melhor. Eu deveria ser das que corria mais era fácil fugir do  bestante mas se ele me perseguisse eu provavelmente teria de o enfrentar e mata-lo. Estaria eu preparada para isso? Tinha de estar.

Enquanto fugíamos começaram a aparecer 3 caminhos e rapidamente segui pelo caminho ao lado do meio para tentar fazer com que o bestante não me segui-se. Se ele me seguir teria de arranjar uma oportunidade de matar o bestante, talvez tendo de o distrair. Ao ver que margo entra na caminho do meio com dylan peço a yeda para vir comigo.
-Yeda, segue-me rapido. - Peço de modo a termos mais chances juntas.


Resumo:

• Fugir do bestante
• Seguir pelo caminho do lado direito e chamar Yeda para vir comigo.




Última edição por Rya Lokidottir em Sab Jun 14, 2014 3:13 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sab Jun 14, 2014 3:08 pm


Dylan Matheson

Começamos a ouvir uns latidos, o que seria era aquilo, um cão? Não podia, devia ser um lobo ou vários. Os latidos tornavam-se cada vez maiores a medida que avançávamos, e isso estava me a preocupar, o perigo parecia mais perto até que margo para e vê um bestante, grita imenso e começa a correr, olho rapidamente para trás e vejo um bestante a separar-se em 3 e digo para toda a aliança ouvir.

-Fujam rapidoooo. – Pedi eu ao ver Margo a fugir, muito rapidamente. – Quando conseguirem fugir venham ter aqui, para nos podermos encontrar novamente.

Comecei a correr junto da aliança, sem parar até que cheguei a uma zona com 3 caminhos e fiquei sem saber o que fazer, mas ao ver Margo a ir em direcção ao caminho do meio decido ir na mesma direcção a espera que Rya e Yeda façam o mesmo.

Ao escolher o caminho do meio percebo que pelo menos os 3 bestantes iriam perseguir um de nós, espero que todos tenhamos sorte e se tivermos que os enfrentar que consigamos sobreviver.

Resumo:
• Fugir do bestante;
• Ir pelo caminho do meio;
• Se conseguir tentar analisar o bestante.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Dom Jun 15, 2014 10:35 pm



A ASTÉY
 

13:00h

TRÊS CANHÕES SÃO DISPARADOS.

Yeda é a primeira a chegar ao outro lado. Rya chega logo depois e pede a Yeda que fosse com ela pelo caminho direito, mas Yeda já estava atravessando o esquerdo. Sem poder fazer nada acerca disso pois o bestante se aproximava cada vez mais, Rya atravessa o lado direito.

A garota do 8 vê-se no que outrora fora um mercado - ruínas de várias casinhas de pedra estavam elaboradamente divididas pelo espaço, e algumas ainda conservavam as placas informando o que vendiam.

Margo e Dylan chegam depois e não perdem tempo em atravessar o caminho do meio. Dylan pretendia ainda investigar o bestante, mas assim que atravessou a passagem a escuridão aumentou e uma parede de pedra fechou o caminho por detrás dele e Margo. Eles avançam um pouco e a luz volta a aumentar, mas agora eles se encontram num local fechado - um labirinto. As paredes eram todas feitas de pedra com algum musgo e ao longe era possível ouvir uma espécie de rugido...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Margo Roth

avatar

Mensagens : 30
Idade : 22
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Ter Jun 17, 2014 9:40 pm

MARGO ROTH


    Estou apavorada...como tudo foi acontecer de forma tão rápida?! Que merda.

    Quando percebo que tudo está perdido, uma liz se ilumina dentro de mim. Esta luz é Dylan. Dylan está aqui comigo...ele vai me proteger.

    Estamos em um labirinto. grande merda. Um rugido ecoa em meus ouvidos. Sem dúvida vem surpresa por aí. É então que pego minha adaga, pronta para qualquer coisa.

    Quando percebo que o rugido está demasiado longe, caminha até Dylan, ainda com a adaga em mãos e dou-lhe um longo e gostoso beijo.

    -Acho que de tudas as coisas boas que já aconteceram na minha vida - falo de forma romântica, porém m ainda com o meu famoso Tim grosseiro -você foi a melhor disparada. Na verdade...você foi uma das únicas...se não a única.

    Após minha pequena declaração, volto com minha posição de ataque e olho ao meu redor para ver se há algo suspeito. Por enquanto nada.

    RESUMO:
    -Beijar Dylan
    -Me declarar para Dylan
    -Ficar em posição de ataque
    -Olhar ao meu redor
    -Ficar atenta á tudo

    DON'T GET TO CLOSE IS DARK INSIDE...HERE IS WHERE MY DEMONS HIDE

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qui Jun 19, 2014 8:49 pm


Dylan Matheson

Parecia estarmos a salvo agora, uma parece de pedra fechou o caminho e assim parece que o bestante já não nos ia perseguir, e isso era óptimo. Podíamos descansar de alivio, mas para me assustar, um rugido vindo de bem longe eu ouvi. Acho que afinal ainda iriamos ter problemas.
Reparo que parecia estar num labirinto e assim que ouvi o rugido fiquei a mirar para todo o lado de maneira a perceber se vinha logo. Não podia deixar que aparece-se um bestante e nos ataca-se de surpresa.

Tinha de ser rápido caso algo aparece-se e para isso eu e margo tínhamos de ter cuidados redobrados. Estava em posição de ataque com o arco pronto a atirar quando margo dá-me um longo e saboroso beijo, que me fez tremer.

-Acho que de todas as coisas boas que já aconteceram na minha vida. – Falou Margo com o seu jeito romântico. – Você foi a melhor disparada. Na verdade...você foi uma das únicas...se não a única.

- É bom ouvir isso de alguém, principalmente de ti Margo, mas infelizmente estamos nos jogos, porque se não eu levava-te a outro mundo. – Disse eu demasiado excitado, realmente sentia algo no meu corpo a querer saltar-lhe em cima. – Margo porque que não eras do distrito 8, podíamos já ter feito tantas coisas… - Disse eu suspirando, me pondo em ataque.

-Desculpa Margo, mas temos de ter cuidado, vamos esperar por uma oportunidade, para enlouquecer.
Adorei realmente o Beijo de Margo, não sei se é de eu estar sempre sozinho, ou se é porque quero aproveitar os últimos momentos, mas adorava passar um bom bocado e tranquilo com ela. Com o seu jeitinho de mazinha, sedutora e um pouco de bebida no sangue me cativou, mas agora nos jogos esta diferente, mais feliz, mais ela própria…

Depois da conversa, voltei a ficar atento a tudo, e com o arco pronto a atirar, comecei por explorar aquele novo local, o labirinto.

-Margo, não saias de perto de mim, não nos podemos separar. – Pedi para ela seriamente. – Se alguma coisa aparecer temos de atacar se quisermos ficar vivos.

Resumo:
• Retribuir o Beijo gostoso de Margo;
• Conversar com ela;
• Estar atento a tudo e a qualquer ameaça;
• Explorar o labirinto indo junto de Margo.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qui Jun 19, 2014 9:07 pm


Rya Lokidottir

Fogo Yeda separou-se também de mim, merda. Eu não gostava da personalidade dela, parecia uma pessoa muito estupida e que não esta bem com nada, mas com ela do meu lado sempre podíamo-nos ajudar uma a outra.

Mas é a vida, se calhar mais vale só que mal acompanhada, mas não sei porque, estou a pensar no Dylan, agora que nos separamos espero que esteja tudo bem com ele. E assim continuei a correr para fugir do bestante de modo a despista-lo, até que chegai a um local que parecia um mercado abandonado muito antido em ruinas. Comecei a explorar o locar sempre com o meu chakram duplo pronto a atacar e fui lendo as placas com informações que la dizia.

Sempre muito atenta a qualquer ameaça explorei tudo e fiquei a pensar no que havia de fazer a seguir, e assim continuei com atenção a ver se não se aproximava aquele bestante inútil.

Onde será que andariam minhas aliadas? Espero que esteja tudo bem, ainda queria encontra-las.

Resumo:
• Fugir do bestante e despistá-lo;
• Explorar o local e ver as placas de informações;
• Estar atenta a qualquer ameaça ou ataque;
• Ter minha arma pronta para atacar;
• Pensar no que fazer a seguir.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sex Jun 20, 2014 12:47 pm



A ASTÉY
 

Rya decide explorar o pequeno mercado, sempre atenta a possíveis ameaças. Ela tenta ler o que as placas informavam, mas estava tudo escrito em caracteres estranhos. Porém, cada placa tinha desenhado o que possivelmente corresponderia ao texto - ela consegue identificar um peixe, carne, e algumas frutas. Mas é uma das placas que deixa a garota um pouco agoniada... ela mostrava uma caveira humana.

Margo e Dylan se distraem um pouco antes de continuar seu caminho. Margo declara seu amor pelo garoto, mas Dylan é chamado à razão e entende que seu primeiro problema no momento é o lugar onde ele se encontrava. Eles começam a explorar o labirinto, mas tudo ali dentro parecia igual. Fora Margo quem notou em uns caracteres estranhos escritos nas paredes, mas infelizmente não se parecia com nada que os dois Tributos conhecessem...

"βρείτε το δρόμο για να διακοσμήσετε το δρόμο σας πίσω.
Τι σας περιμένει εδώ τρέφεται αποκλειστικά με ανθρώπινη σάρκα και ήδη εκατοντάδες χρόνια πριν δεν έχει δει ένα γεύμα μπροστά
"





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Margo Roth

avatar

Mensagens : 30
Idade : 22
Localização : Distrito 12

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Qua Jun 25, 2014 4:20 pm

MARGO ROTH


    E foi nesse momento em que eu percebi que nada de bom pode sair deste labirinto. As caracteres significavam algo que não estava explícito, porém, uma coisa eu sei que tem nelas. O gosto da morte.

    Me sinto meio estranha e Dylan parece perceber isso. Há algo que temo aqui mais que em todos os outros lugares em que estive desde o início dos jogos.

    - Dyl, vou fazer marcas na parede a cada 5 metros que andarmos. Assim, não nos perderemos e poderemos explorar esse local! - Digo minha odéia repentina de forma não muito convincente devido ao anseio de dar errado. Saco minha adaga e faço a primeira marca na parede, um coração com as iniciais M + D. Caralho....esse romance está realmente me deixando enjoada e...não eu
    Mas eu gosto disso....é isso que sempre quis ser. Feliz, mesmo tão perto da morte

    RESUMO:
    -Falar com Dylan
    -Fazer uma marca na parede a cada 5 metros para não nos perdermos
    -Explorar o local

    [center]DON'T GET TO CLOSE IS DARK INSIDE...HERE IS WHERE MY DEMONS HIDE
    [/center]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sex Jun 27, 2014 4:31 pm


Rya Lokidottir

Lá andava eu a explorar aquele mercado em ruinas, aquele local a uns anos atras podia ter sido um local muito bonito, mas agora tudo em ruina. Porque fazem os jogos num sitio em ruina, não tem sentido. Espera, por acaso até tem. Este local esta em ruinas porque nos também vamos ser arruinados sem ser um tributo que espero ser eu.

Ao tentar ler a informação nas placas, reparei que não percebia nada do idioma escrito mas reparo que continha uns desenhos e assim ia percebendo, até que cheguei a uma placa que tinha uma caveira. Fiquei sem saber o significa então sem medo decido explorar aquilo para ver o que podia significar.

Ter um caveira me dava calafrios, mas tinha de ser forte e com a minha arma na mão iria-me proteger caso algo aparece-se e se tivesse de fugir mandava o meu bumerangue para distrair e saia dali muito rápido. Tentarei não mexer em nada, só ver.


Resumo:

• Explorar o local onde tem a informação da caveira;
• Estar atenta a qualquer ameaça;
• Não mexer em nada, só ver e explorar.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sex Jun 27, 2014 4:49 pm


Dylan Matheson

Encontramos uns caracteres de um idioma que eu não conhecia e ao olhar para margo vi que também não percebeu. Fiquei arrepiado e percebi que aquilo devia ser uma mensagem e que de certeza o labirinto devia ser perigoso, e ainda por cima se entrarmos tínhamos de ter uma maneira de voltar atrás.

Mas não é só voltar atrás, esta mensagem devemos estar de avisar de algo, e de certeza que não é sobre aquele cão raivoso de 3 cabeças, poderia ser perfeitamente um outro bestante pior que aquele. Ao entrarmos no labirinto tínhamos de ter cuidado redobrado e tínhamos de fazer ou deixar marcas para trás para depois voltarmos aqui caso queiramos.

Sinto a Margo meio estranha, desconfortável, e isso não me admirava este lugar era esquisito, o que será que existe no final do labirinto? De repente ela fala e quebra meu pensamento.

- Dyl, vou fazer marcas na parede a cada 5 metros que andarmos. Assim, não nos perderemos e poderemos explorar esse local! – Disse ela mostrando estar certa.

Ela começa a marcar as paredes enquanto que eu a via a marcar a parede, e dei uma risada.
-Só tu margo… - Pensei eu sem perceber, alto.- Fazes bem fazer isso, enquanto o fazes eu fico a vigiar. Vamos continuar a explorar o labirinto margo. – Disse eu mantendo meu arco firme e pronto a atirar.


Resumo:

• Ouvir e falar com margo;
• Explorar o local;
• Ficar de vigia e estar com a minha atenção redobrada;
• Ficar atento a qualquer ameaça.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lennox Wave
Admin
avatar

Mensagens : 275

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Sab Jun 28, 2014 12:50 am



A ASTÉY
 

15:30h
UM CANHÃO DISPARA.

Rya fica intrigada pelo símbolo da caveira humana e decide explorar esse local. Era apenas uma tenda velha e rasgada, com uma pequena banca. Ela atravessa para o outro lado da banca, que estava cheio de caixas dos mais variados tamanhos, e dá de caras com uma tenda fechada com um simbolo estranho na porta. Seria seguro entrar...?

Margo e Dylan ficam intrigados pelos estranhos caracteres nas paredes do labirinto. Margo decide começar a marcar as paredes para se recordar do caminho de volta, o que a fez também estar mais atenta ao percurso. O casal começava a ouvir o barulho de cascos batendo no chão e o bufar cada vez mais alto. Há medida que Margo olhava para as paredes para as marcar, ela ia reparando em mais alguns caracteres aqui e ali.



"το = the ... γεύμα = meal ...  ανθρώπινη = human ... σάρκα = flesh ... πεθαίνω, πεθαίνω, πεθαίνω."





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://67hungergames.forumeiros.com
Rya Lokidottir

avatar

Mensagens : 32
Idade : 21
Localização : Distrito 8

Estado
Fome:
50/100  (50/100)
Sede:
50/100  (50/100)
Saúde:
100/100  (100/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Seg Jun 30, 2014 3:25 pm


Rya Lokidottir

Com coragem explorei a local com a caveira e sempre muito silenciosamente ia procurando por alguma coisa. Eu sabia que provavelmente estar ali so me ia trazer algo de mau, mas mesmo assim fiquei. Estava muito caladinha enquanto explorava quando ouvi um som de mais um canhão a ser disparada.

Ate me assustei com o barulha pois estava demasiado silencio e assim do nada até fiquei com o coração a pulsar mais forte. Que susto. Dai comecei a pensar… mais um tributo morreu, que pena, menos um que se tem de lidar. Só espero que não tenha sido as minhas aliadas, queria voltar a velas.

Continuei assim minha procura, até que encontrei uma tenda branca fechada com um símbolo fechado. Depois de um susto ver esta tenda realmente me assustava, mas não podia deixar de abrir. Muito silenciosamente e cautelosamente possível abrir a tenda para ver o que lá estava enquanto continuava com a minha arma pronta se sair de la alguma coisa. Se não tiver nada de perigoso ia entrar e explorar a tenda. Se tiver algo perigoso tentar sair dali o mais rápido possível, e se não conseguir tentar-me defender e atacar a ameaça.


Resumo:

• Acalmar-me do susto e assim decidir o que fazer;
• Silenciosamente e com muita cautela abrir a tenda e ver o que lá tem;
• Se for seguro entrar e explorar com muito cuidado e atenção;
• Se não for seguro fugir o mais rápido possível e preparar-me para me defender e atacar de qualquer ameaça que se encontre lá dentro.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dylan Matheson

avatar

Mensagens : 35

Estado
Fome:
0/100  (0/100)
Sede:
0/100  (0/100)
Saúde:
0/100  (0/100)

MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   Seg Jun 30, 2014 11:12 pm


Dylan Matheson

Enquanto avançávamos pelo caminho e margo marcava as paredes para não nos perdermos e se quisermos para voltar para trás, eu ficava a explorar o local para ver se nada nos seguia ou pode-se aparecer de modo a crer atacar. Estava desatento ao que havia nas paredes pois o importante era vigiar o local, ate que vejo Margo a olhar para outros caracteres que começavam a ter algum sentido, mesmo assim não se percebia.

Nesse momento assusto-me com o repentino barulho vindo de algum sítio que parecia algures a frente do caminho que estávamos a tomar. O barulho fazia lembrar cascos batendo no chão e parecia algo a bufar, mas o que serie, um bestante?

Preocupado continuo com meu arco preparado pronto a lançar uma flexa em qualquer coisa que aparecer.

-Margo, vamos continuar o caminho? Tenho uma pequena impressão que vamos ter problemas sérios. Marca as paredes mas não deixes de estar atenta ao caminho. – Disse eu preocupado. – Eu não quero que nada de mal te aconteça.

-Acho que temos de arriscar, vamos lá matar essa coisa que deve estar a vir. – Afirmei eu mostrando-me seguro.

Resumo:
• Vigiar o caminho e falar com Margo;
• Prosseguir nosso caminho no labirinto;
• Ficar de vigia e estar com a minha atenção redobrada;
• Ficar atento a qualquer ameaça.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sudoeste - A Astey   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sudoeste - A Astey
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
67º Edição Anual dos Jogos Vorazes :: Os Jogos :: Sudoeste-
Ir para: